O Coruja...

O mundo ao alcance de seus olhos…

By

Normas de TCC por Universidade

Apesar das normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), alguma universidades preferem criarm normas adicionais ou adequar parte das existentes por necessidade própria.

Abaixo segue uma lista de normas de algumas universidades:

FAAP (Alváres Penteado/SP)

UFC (Federal do Ceará)

UFPE (Federal de Pernambuco/PE)

UFPR (Federal do Paraná/PR)

UFSCAR (Federal de São Carlos/SP)

UFV (Federal de Viçosa/MG)

UNIBAN (Bandeirantes/SP)

UNICAMP (Campinas/SP)

UNINOVE (Nove de Julho/SP)

UNIP (Paulista/SP)

UNISA (Santo Amaro/SP)

UPM (Mackenzie/SP)

USP (São Paulo/SP)

By

Como fazer uma monografia – parte 3

Glossário

O Glossário é opcional, mas seu uso é indicado para a relação de palavras de uso específico, como terminologias estritas de determinadas áreas. As palavras devem ser listadas em ordem alfabética acompanhadas das respectivas definições.

Apêndices

Apêndices são documentos complementares ao trabalho acadêmico, elaborados pelo autor. De uso opcional, apêndices são nomeados com letras maiúsculas em seqüência que respeite a ordem alfabética, seguidas de travessão e o título do mesmo.

Se houver mais apêndices do que letras no alfabeto, usa-se letras dobradas.

Anexos

Anexos são textos ou documentos complementares ao trabalho acadêmico, não desenvolvidos pelo autor. Também opcional, anexos são nomeados com letras maiúsculas em sequência que respeite a ordem alfabética, seguidas de travessão e o título do mesmo.

Se houver mais anexos do que letras no alfabeto, usa-se letras dobradas.

Read More

By

Como fazer uma monografia – parte 2

Sumário

Trata-se de peça obrigatória no trabalho acadêmico e deve ser disposto de maneira que as partes da monografia apareçam descritas com o nome idêntico àquele que está contido no texto com o número exato da página.

 

Introdução, Desenvolvimento e Conclusão

A introdução é a parte em que o autor vai mostrar o que o trabalho vai abordar, o propósito da pesquisa, os limites da abordagem, e todas as informações relevantes para nortear o leitor.

O desenvolvimento é a maior parte do trabalho de monografia. É aqui que será feita, de maneira ordenada e detalhada da maneira mais ampla e relevante possível, a exibição do assunto do trabalho e do método empregado. Esta parte poderá ser dividida em seções e subseções.

Este espaço deve ser usado para as conclusões finais do trabalho a partir de suas teses iniciais e objetivos.

Read More

By

Como fazer uma monografia – parte 1

 

Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas de apresentação. Afinal, de nada vai adiantar você empenhar todos os seus esforços no desenvolvimento do tema se na hora de apresentá-lo ele não estiver dentro dos padrões estabelecidos pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Esses padrões foram criados por Comissões de Estudo que são formadas por diferentes grupos com participação de universidades e laboratórios, além de produtores e consumidores. Eles serão cobrados em quaisquer apresentações de trabalhos acadêmicos e não cumpri-los representa falta grave que levará sua apresentação ao fracasso.

 

 

 

Capa

A capa é elemento obrigatório na apresentação de trabalhos acadêmicos. Embora algumas informações sejam de presença opcional, como o nome da instituição, por exemplo, há dados que são indispensáveis. Na capa da sua monografia é indispensável que conste seu nome, o título do trabalho e, quando houver, o subtítulo da obra. Além disso, se o trabalho for composto de vários volumes, isso precisa ser informado na capa. Para fechar a lista de informações obrigatórias, não se pode esquecer do nome da cidade em que a instituição se localiza e o ano em que a obra será entregue.

 

 

 

 

Folha de Rosto

A Folha de rosto é praticamente uma cópia da Capa. A diferença é que ela traz algumas informações obrigatórias que a capa não demanda. Há descrições mais detalhadas na folha de rosto. É o caso da natureza do trabalho. Trata-se de um texto breve em que conste o tipo da apresentação – que pode ser uma tese, dissertação ou trabalho de conclusão de curso -, além do objetivo da realização do mesmo – como obtenção de grau ou aprovação em disciplina determinada – nome da universidade e a área de concentração. Outros itens obrigatórios da Folha de Rosto são os nomes do orientador e, se houve, co-orientador do projeto.

Verso da Folha de Rosto

Deve conter a ficha catalográfica, conforme o Código de catalogação Anglo-Americano – AACR2 vigente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Read More